quinta-feira, novembro 26

Programa da ONU recebe o prêmio Nobel da Paz de 2020

O Programa Mundial de Alimentos da Organização das Nações Unidas (ONU) foi quem conquistou o prêmio Nobel da Paz de 2020. As notícias a respeito da condecoração para a categoria saíram no dia 9 de outubro.

De acordo com a presidente do Comitê Nobel, Berit Reiss-Andersen, o programa da ONU foi o eleito ao título deste ano por conta de “seus esforços em combater a fome, por sua contribuição para melhorar as condições de paz em zonas de conflito e por direcionar esforços para a prevenção do uso da fome como uma arma de guerra”.

A organização do Nobel, ressaltou que o Programa Mundial de Alimentos já seria um merecedor do prêmio mesmo sem a pandemia do novo coronavírus, causador da Covid-19 — entretanto, com a atual crise mundial de saúde, os motivos para premiar tal programa ficaram mais evidentes. Em um cenário de pandemia, em que a comida está menos disponível, “o programa da ONU demonstrou uma habilidade impressionante de intensificar seus esforços”, afirmou o comitê.

Para o porta-voz do Programa Mundial de Alimentos, Tomson Phiri, tal reconhecimento se trata de “um momento de orgulho”. “Este ano nós tivemos que atender a uma convocação para agir”, disse Phiri, referindo-se ao atendimento às vítimas da fome durante a pandemia de Covid-19.

A premiação — que se trata de uma medalha de ouro, um diploma e, ainda, dez milhões de coroas suecas (cerca de R$ 6,3 milhões) — será formalmente entregue no dia 10 de dezembro, que é a data de aniversário da morte do empresário e filantropo sueco Alfred Nobel (1833-1896).  Isso através de uma cerimônia inteiramente virtual, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Outros vencedores do Nobel 2020:

  • Nobel de Medicina: Harvey Alter, Charles Rice e Michael Houghton, pela descoberta do vírus da hepatite C.
  • Nobel de Física: Roger Penrose, Reinhard Genzel, e Andrea Ghez, por descobertas sobre buracos negros.
  • Nobel de Química: Emmanuelle Charpentier e Jennifer A. Doudna, pelo desenvolvimento do Crispr, método de edição do genoma.
  • Nobel de Literatura: Louise Glück, poetisa norte-americana
  • Nobel de Economia: Paul R. Milgrom e Robert B. Wilson, por seus trabalhos na melhoria da teoria e invenções de novos formatos de leilões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *